Por obras não realizadas, concessionárias têm reduções no pedágio

, 07 de Outubro de 2019
por: ABTC

As tarifas de pedágio tem tido quedas constantemente em todo o Brasil. O motivo principal é o descumprimento dos contratos de privatização de melhorias por parte das administradoras. Dessa forma, o governo através da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), tem solicitado o reajuste dos preços em diversas rodovias nacionais.

Nas rodovias do Aço (RJ) e na Eco 101 (ES) a redução chega a significar 12% do valor anteriormente cobrado. Em outros casos, houveram ajustes menores como no corredor Sul pela Litoral Sul, Via Bahia, entre outras.

De acordo com levantamento realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU), as intervenções obrigatórias que deveriam ser feitas e estão atrasadas somam cerca de R$ 20 bilhões. Portanto, a entidade, em nota, afirmou que a questão coloca em dúvida a assertividade do modelo de concessões.

“As concessões rodoviárias têm sido notadamente ineficazes na realização das principais obras almejadas pela União quando da licitação”, afirma um relatório da Secretaria de Fiscalização de Infraestrutura Rodoviária e de Aviação Civil do TCU. “Com isso, mesmo após longos anos de contrato, obras relevantes são reiteradamente proteladas pelo ente privado, colocando em xeque o modelo de concessões como uma alternativa segura para a realização dos investimentos”, diz o parecer.

Fonte: Valor

Av. Vila Rica 827, Inconfidentes - Contagem/MG - Cep. 32260-100
(31) 3361-1048